Parque Temático Natural Alqueva

• Conhecer a cultura dos nossos povos com visitas aos seus recursos patrimoniais (castelos, vilas medievais, arquitetura religiosa e popular, etc.), passeios culturais, visitas a indústrias artesanais, visitas a uma quinta de cavalos de pura raça espanhola, passeios a cavalo, exibições de montagem, etc.

• Desfrutar de irresistíveis propostas gastronómicas que incluem visitas a montados, visitas a explorações pecuárias de porcos ibéricos e quintas produtoras de ibéricos, degustações de ibéricos, comidas camponesas, visitas a caves, degustações… e uma oferta de restauração que funde a gastronomia extremenha com a portuguesa.

• Viver as festas, os eventos e as tradições mais enraizadas dos nossos povos, como a Feira Ibérica do Touro de Olivença, os Carnavais, Jornadas Transfronteiriças do Gurumelo em Villanueva del Fresno, os Mastros de Alconchel ou a Festa dos Peixes de Cheles.

Atrativos culturais que não deve perder:

Olivença (Vila Medieval):

cult_01

  • Palácio dos Duques de Cadaval:

    Porta manuelina da Câmara Municipal de Olivença: o estilo arquitetónico manuelino português tem aqui a sua representação máxima numa porta que se converteu no símbolo de Olivença.

  • Torre de Menagem e Alcácer do Castelo (Museu Etnográfico):

    é o Museu Etnográfico mais importante da Extremadura. Estão aí expostas mais de 7.000 peças, com objetos arqueológicos que remontam ao Calcolítico. Tem dois pisos e vinte e seis salas, em que se mostra como era a vida há alguns séculos na região extremenha.

  • Igreja de Santa María Magdalena:

    século XVI, destacam-se as suas colunas salomónicas, a sua abóbada de cruzaria e a sua fachada renascentista. No seu interior guardam-se azulejos seculares, grades de grande beleza, imagens variadas e um retábulo maior barroco.

cult_02

  • Santa María del Castillo:

    o templo atual foi construído no lugar onde esteve a primeira igreja de Olivença, do século XIII. No retábulo destaca-se a magnífica talha dourada de estilo barroco (1723) e a espetacular Árvore de Jessé, a maior que se conserva.

  • Convento San Juan de Dios ou de La Concepción (Centro de Receção de Visitantes do Parque):

    data de 1601. Foi ocupado em 1631 como convento, mas a Guerra da Restauração converteu-o em Real Hospital Militar, até que Olivença deixou de ser praça forte em 1868. Atualmente, alberga o Centro de Receção de Visitantes do Parque Temático Natural de Alqueva.

  • Capela do Espírito Santo:

    pertence à Santa Casa da Misericórdia, cuja fundação data de 20 de novembro de 1501. Esta capela surpreende o visitante com a sua azulejaria historiada de 1723.

  • Ponte Ajuda ou Ponte Ayuda:

    a 11 quilómetros de Olivença, encontra-se a ponte manuelina de Ajuda na fronteira portuguesa. A ponte no caminho de Elvas unia Olivença a Portugal, até que em 1709 foi feita explodir pelas tropas espanholas. Trata-se de uma obra que começou a ser construída em 1510, com quase meio quilómetro de comprimento e seis metros de largura e que originariamente dispunha de 19 arcos. É um dos ícones do território, carregado de história e localizado num magnífico enclave natural.


Alconchel:

cult_03

  • Castelo de Miraflores (Centro de Interpretação das Fortalezas):

    o majestoso Castelo de Miraflores situa-se no cerro homónimo, a 296 metros de altura, a norte de Alconchel e à borda da Ex-107. Foi um enclave muçulmano, de que não resta qualquer vestígio. Posteriormente, foi ocupado pelos portugueses no ano de 1166, em tempos de Afonso, passando para as mãos castelhanas quase um século depois, em 1264. Mais tarde, foi cedido primeiramente à ordem do Templo e depois à de Alcántara.

  • Igreja de Nuestra Señora de los Remedios:

    templo do século XV onde se mistura o gótico tardio com elementos renascentistas e com outros mais modernos, de caráter barroco e neoclássico, que foram introduzidos em posteriores remodelações.

  • Aqueduto de Los Jarales e Convento de Moncarche:

    a 10 quilómetros de Alconchel, na direção da barragem de Alqueva, seguindo o Trajeto Camino de los Jarales, junto ao riacho de Friegamuñoz, que separa as circunscrições municipais de Alconchel e Villanueva del Fresno. O aqueduto de Los Jarales abastecia de água o Convento da Luz ou de Moncarche, erguido por Frei Juan de Guadalupe em 1501. Apesar de ambos estarem em ruínas, constituem um grande atrativo pela sua integração na paisagem. Integrados numa maravilhosa paisagem repleta de azinheiras e sobreiros, onde reina o silêncio e o canto dos pássaros.

  • Quinta de cavalos de pura raça espanhola:

    eguada localizada em Alconchel, onde se pode ficar a conhecer a criação do, e os cuidados com o cavalo de pura raça espanhola.

  • Quinta de porco ibérico:

    exploração pecuária de porco ibérico em pleno montado de Alconchel, para ficar a conhecer a criação de, e os cuidados com um dos ícones gastronómicos da região.


Cheles:

cult_04

  • Igreja de Nuestra Señora de la Concepción:

    construída no início do século XVI, com linhas simples e traços barrocos no seu conjunto, devido às remodelações que sofreu em anos posteriores.

  • Palácio dos Condes de Vía Manuel:

    é um dos edifícios característicos de Cheles. Trata-se de uma bela casa senhorial construída no século XVII pela família dos Manuel Villena, que detinham o domínio da Vila.


Villanueva del Fresno:

cult_05

  • Igreja de La Concepción:

    foi erguida em fins do século XVII, quando a reconstrução da vila foi iniciada. Em 1733 foi objeto de uma ampliação que lhe deu as suas dimensões atuais.

  • Ruínas do Castelo:

    só se conservam alguns paramentos e restos de muro desabados, atualmente convertidos no quadro onde se levantou um auditório público. Relativamente a este castelo, sabe-se que foi construído antes do século XV.

  • Ponte de La Bogaña:

    situada a cerca de 4 quilómetros de Villanueva del Fresno, seguindo um caminho público na direção de Higuera de Vargas, que parte da estrada que une Villanueva del Fresno a Alconchel. Tem a sua origem no século XVI e é a construção mais antiga que se conserva em Villanueva del Fresno, localizada num magnífico enclave natural, sobre o rio Alcarrache.


Táliga:

cult_06

  • Igreja de Nuestra Señora de la Asunción:

    é o edifício mais destacado de Táliga. De uma só nave e abóbada de canhão.


O Parque Temático Natural de Alqueva proporciona uma viagem surpreendente num território extenso, repleto de numerosos e extraordinários recantos que não o deixarão indiferente.

Além das mencionadas, poderá desfrutar de numerosas experiências, como a oferta de lazer do circuito de Karts, trajetos de fotografia pela natureza e visitas guiadas aos diferentes recursos.

Logos institucionales